SISTEMA ONLINE DE ACOMPANHAMENTO DE CONGRESSOS, Congresso Internacional DIPROling 2018

Tamanho da fonte: 
Uma evolução da percepção do ensino de Português Língua Não Materna: da interferência linguística à intercompreensão
Carolina Nogueira-François

Última alteração: 2019-07-28

Resumo


No passado, julgávamos a influência de outras línguas na produção em Português Língua Não Materna (PLNM) como uma interferência a ser combatida. Então, em 2014, começamos a estudar a influência dessas línguas, por meio da análise de 380 textos de alunos de PLNM de uma universidade francesa (Nogueira-François, 2015), que continham traços do espanhol. Em 2016, comparamos a produção escrita de dois aprendentes franceses (Nogueira-François 2016), dentre os quais apenas um estudara o espanhol – cuja proximidade com o português é ressaltada por vários estudiosos (ver, entre outros, Ferrero, 2017; Almeida Filho, 1995). Os resultados mostram que ambos recorreram a outras línguas para se comunicar. Logo, neste artigo, pretendemos mostrar a evolução tanto de nossa percepção do ensino de PLNM, quanto de nossa metodologia de ensino. Hoje, consideramos as línguas românicas um valioso instrumento motivador graças às semelhanças entre elas, o que é, na nossa opinião, o primeiro passo à sua aquisição.

Texto completo: PDF