SISTEMA ONLINE DE ACOMPANHAMENTO DE CONGRESSOS, Congresso Internacional DIPROling 2018

Tamanho da fonte: 
Os visemas na Libras: gramaticalização de uma estratégia comunicativa
Isabel Franco de Carvalho, Michelle Andréa Murta

Última alteração: 2019-08-05

Resumo


A Língua Brasileira de Sinais (Libras), conhecida como símbolo da comunidade surda brasileira, é uma língua de sinais, isto é, uma língua da modalidade visual-espacial (FERREIRA-BRITO, 1993). Por isso, ela é uma língua de expressão manual, facial e corporal, mas também há destaque para o uso da boca na Libras, sendo um deles o mouthing (ou visema). Conforme Rodero-Takahira (2015), o visema na Libras é a parte visível da articulação de palavras ou parte de palavras de uma língua oral-auditiva feita durante a sinalização. Assim, em diferentes situações, os falantes da Libras usam algumas estratégias comunicativas, como os visemas, que se situam na fronteira do contato entre as duas línguas (Libras-português). Entretanto, alguns visemas estão se inserindo no sistema linguístico da Libras pelo processo de lexicalização (BRINTON & TRAUGOTT, 2005) e, outros, pela gramaticalização (NEVES, 1997). Esta comunicação é baseada em um Trabalho cujo objetivo é descrever essa prática linguística dos surdos com a análise de vídeos públicos provenientes da rede social Youtube. A partir disso, observa-se que o visema apresenta diferentes funcionalidades na Libras: pragmática, lexical e gramatical.

Texto completo: PDF